terça-feira, setembro 26, 2006

A arte de empilhar latas

Hoje recebi um e-mail da Daiane (de Blumenau) no qual havia várias fotos de esculturas feitas com latas.
Se dependesse de mim, nenhuma dessas latas estaria em pé agora... rsrs.
Tenho um talento nato... sou estabanada até não querer mais! Verdade! Meu marido pergunta sempre como eu consigo... rsrs. Ele não se conforma.
Eu vivo com hematomas de tanto tropeçar e esbarrar nas coisas...
Mas deve ser hereditário, pois tenho um tio que é alvo para desastres... ele já conseguiu cair até dentro de bueiros! Esse é profissional!
Mas aí estão as fotos das tais esculturas. Fiquei impressionada. Arte (e equilíbrio) puro!
.

.

.

Baccione!

3 comentários:

Alessandra disse...

Oi Tati,
pois é levo cada bronca da minha mãe e das minhas irmãs devido aos meus métodos de persuação com as crianças, elas dizem que sou "mãedrasta",rsrsrs...não é bem assim sou muito prática e não gosto de enrolação e sempre conversei com eles de igual pra igual não os trato como criançinhas, elas falam que o Thi é meu irmão mais novo, não filho...mas tudo bem, dá certo no final...
Tati querida, também sou um desastre humano, derrubo tudo, levo maçaneta de porta, cadeira, tudo que tem pelo caminho, todos morriam de medo de me deixar andar sozinha quando estava grávida, tropeço até nos meus joelhos imagine só, já considero hematomas parte do meu corpo...meu marido diz quando marco consulta médica pra verificar se não tem nenhum senão o médico vai me mandar faze um B.O. na delegacia da mulher pensando que fui espancada, rsrsrs...mas tudo bem continuo inteira...Qualquer dia te conto minhas experiências tanto com as crianças quanto com os tombos e esbarrões...Beijinhos Ale.

Fazendo Crochê disse...

rssss...essa foi boa!
Meu Deus do céu!!! q q isso...olha eu acho q até eu não conseguiria fazer uma obra de arte dessa..maravilhoso!!!!
bjs

Matando Saudades e Fazendo Croche disse...

Como temos artista espalhados pelo mundo não?
Que coisa mais linda, fiquei impressionada e adorei, obrigada pro nos mostrar tudo isso. Fantástico mesmo. Eu também acho que não conseguiria, tem de ter muito talento e equilíbrio mesmo, beijos.Ivone